sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Resenha: O Anjo da Cafeteria - Suzanne Selfors




Título: O Anjo da Cafeteria (Coffehouse Angel)
Autor (a): Suzanne Selfors
Páginas: 190
Edição: 1°
Editora: Walker & Company 
Ano: 2010
Gênero: Romance



Sinopse: Quando Katrina vê um sem-teto dormindo no beco atrás da cafeteria de sua vó, ela decide deixá-lo uma xícara de café, um saco de grãos de café cobertos de chocolate, e alguns bolinhos. Ela nem imagina que esse pequeno ato de gentileza vai virar sua vida de cabeça pra baixo. Por esse adorável mendigo, Malcolm, na verdade é um anjo-da-guarda de folga entre missões. E ele não irá embora até que consiga recompensar Katrina por seu altruísmo, cumprindo seu desejo mais profundo. Agora se ela ao menos conseguisse decidir que desejo…


Li o e-book traduzido de "Coffeehouse Angel", já que ainda não foi lançado no Brasil.
Achei a capa muito convidativa à leitura, já que adoro inverno e canecas (risos...).

Katrina vive na cidade de Nordby com sua avó. Moram em cima da Cafeteria da família. Carrega responsabilidades que não lhe cabem por sua idade, mas jamais reclamou disso. Cuida com carinho de sua avó Anna e dedica-se ao máximo na cafeteria.
Para Katrina, todos à sua volta parecem ter uma vida bem resolvida, parecem ter um futuro. Exceto ela, que jamais poderia imaginar que seu futuro dorme atrás da cafeteria onde passa horas trabalhando. Mesmo que sejam poucos os clientes em virtude da moderna cafeteria vizinha, Java Haven, e que venham enfrentando grandes dificuldades financeiras e estejam prestes a fechar. 
Tudo muda quando a boa ação de Katrina, em alimentar um mendigo que dorme no frio congelante num beco atrás do estabelecimento, revela um anjo que precisa ir embora com a missão cumprida de lhe conceder um desejo por essa sua boa ação. 

Confesso que o final deixou um pouco à desejar. Mas "Um Anjo na Cafeteria" é uma leitura bem gostosa. Me diverti com os personagens. 

É um livro que nos ensina algumas lições também, como quando vivenciamos com a personagem a crise financeira da família, o medo de perderem o patrimônio, amizade abalada por ciúmes, a importância do perdão e até mesmo as indecisões de Katrina sobre seu futuro. Todos esses acontecimentos, de fato, nos ensinam algo.

Li uma vez que este seria um livro típico para um daqueles dias frios e chuvosos. E não discordo. 
O inverno se aproxima. Então, boa leitura!






0 comentários:

Postar um comentário