sexta-feira, 27 de março de 2015

Resenha: O Menino do Pijama Listrado - John Boyne


Título: O Menino do Pijama Listrado
Autor: John Boyne
Editora: Seguinte (Companhia das Letras)
Páginas: 192
Edição:
Ano: 2007
Gênero: Drama


Sinopse: Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus.Também não faz idéia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade,
Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região
desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga.
Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel,um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo
dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as
atividades de seu pai. 'O Menino do Pijama Listrado' é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.



"Todos no campo usavam as mesmas roupas, aqueles pijamas com os bonés de pano também listrados; e todos que passavam pela sua casa (exceção feita à mãe, Gretel e a ele próprio) vestiam uniformes de variadas qualidades e graus de condecoração e quepes e capacetes com grandes braçadeiras vermelhas e negras e traziam armas e estavam sempre com o semblante terrivelmente severo, como se tudo aquilo fosse muito importante e ninguém pudesse pensar diferente. Qual era a diferença, exatamente?, ele se perguntou. E quem decidia quem usava os pijamas e quem usava os uniformes?"

A inocência de um garoto de nove anos, que se muda obrigatoriamente de sua casa espaçosa em Berlin com sua família para uma nova casa em Auschwitz, na Polônia, em que irão ficar durante o "futuro previsível", mostra mais uma vez, o que milhares de pessoas sentiram na pele durante o horror ditado por Adolf Hitler.
Sem ideia nenhuma sobre o Holocausto, da janela de seu quarto, Bruno consegue avistar apenas uma grande cerca. E para além dela, centenas de pessoas de "pijama".
Entediado, sem amigos e sem nada para fazer, Bruno atravessa o jardim, escondido de sua mãe, e sua curiosidade o leva até a tal "cerca". Onde conhece um menino judeu chamado Shmuel. Coincidentemente eles tem a mesma data de nascimento. O laço de amizade entre os dois vai se fortalecendo à medida em que os dias passam..
O pai de Bruno, um oficial alemão nazista, jamais deixou seu filho saber qual era realmente seu trabalho.
Jamais contou ao menino que o país estava em guerra e muito menos da Solução Final contra os judeus.
Bruno não pode, então, entender a diferença entre ele e seu novo amigo. Afinal, não entende o que se passa.

"É tão injusto!”, disse Bruno. “Não entendo porque tenho que ficar encalhado do lado de cá da cerca, onde não há ninguém para conversar nem para brincar, e você fica com dúzias de amigos e provavelmente brinca durante horas e horas todo o dia. Terei que conversar com meu pai a respeito disso.”

O final, por um lado, surpreende.É inesperado.
O filme, como na maioria, deixa a desejar.
"O Menino do Pijama Listrado" é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.














2 comentários:

  1. Amo o filme e estou louca pelo livro sou apaixonada por histórias da segunda guerra mundial .
    seguindo som carinho o blog
    Bjokas
    http://theangelsdiaryhp.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal! Também gosto!
      Obrigada pelo carinho :) Volte sempre!
      Beijinhos...

      Excluir