quinta-feira, 26 de março de 2015

Resenha: A Menina que Roubava Livros - Markus Zusak




Título: A Menina Que Roubava Livros
Autor: Markus Zusak
Páginas: 480
Edição:
Editora: Intrinseca
Ano: 2013
Gênero: Drama

Sinopse: A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, porém surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los em troca de dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. Essa obra, que ela ainda não sabe ler, é seu único vínculo com a família.
Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a cumplicidade do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que a ensina a ler. Em tempos de livros incendiados, o gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito.
A vida na rua Himmel é a pseudorrealidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um jovem judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela história. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa desse duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, um sucesso absoluto — e raro — de crítica e público.


"Quando a morte conta uma história, você deve parar para ler"

Minha expectativa em relação "A Menina que Roubava Livros" era grande. Porém, ao ler o livro e ver o filme, em seguida, posso dizer que deixou a desejar. Eu esperava mais.
Não gosto de spoiler, então, vou resumir.

A história, num todo, não é ruim. Passa-se na Alemanha Nazista durante o período da Segunda Guerra Mundial.
Liesel Meminger é uma menina um tanto tímida. Não frequentava a escola regularmente.
Viu seu irmão perder a vida nos braços da mãe comunista durante sua viagem de trem com destino a casa de seus pais adotivos Rosa e Hans Huberman, com quem não simpatizou de cara. Relutava ao sair do carro na chegada, mas Hans, que logo conquistou sua confiança, a convenceu.
Liesel carregava consigo seu primeiro livro "roubado". No enterro de seu irmãozinho o coveiro deixou cair  "O Manual do Coveiro"; e Liesel sem hesitar o pegou. Não sabia do que se tratava, já que não sabia ler. Mas aprendeu com Hans tudo oque ele pôde lhe ensinar. Hans era um bom homem. Era pintor e tocava acordeon. O mesmo acordeon que pertenceu ao judeu Erik Vandenburg, que salvou sua vida na Primeira Guerra Mundial.Quando a Primeira guerra termina, Hans vai à procura da viúva de Erik para lhe entregar o acordeon e conhece Max, o filho de 2 anos do casal. A quem Hans, viria a esconder em sua casa durante um período da Segunda Guerra. E logo conquistou o coração de Liesel.
Já Rosa, apesar de rude, era uma mulher muito determinada e de coragem. Forte. Lavava e passava roupas para fora, inclusive para a Primeira Dama da cidade, Frau Herman, que abriu sua casa para Liesel e mostrou-lhe sua biblioteca permitindo que a menina lesse os livros que desejasse.
Isso se deu pelo fato da Primeira dama ter visto a menina resgatar um livro úmido que não havia sido atingido pelo fogo da grande fogueira que o governo convocou para destruir o que tivesse ligação com judaismo, inclusive os livros. (esta foi a parte mais chocante pra mim)
Ao saber do "luxo" que a esposa dava à uma menina que não era digna do mesmo, o Prefeito decide dispensar os serviços de Rosa. O que deixa Liesel revoltada e a faz, futuramente, "roubar" os livros da imensa biblioteca.
Assim que foi matriculada na escola, Liesel conhece Rudy Steiner, o garotinho apaixonado pelo atleta americano negro Jesse Owens, que sonhava em ser como ele. Tornam-se os melhores amigos. Parceiros em tudo. Inclusive nos "roubos".
Rudy nunca fez questão de esconder sua afeição por Liesel, que sempre o ignorava quando ele lhe pedia um beijo.

O livro realmente te faz chorar. Afinal, que drama não faz?
Mas o filme, como sabemos, deixa a desejar. Mas não deixa de tirar lágrimas de seus olhos.
E quando a morte conta uma história, você deve parar para ler.





"O livro foi adaptado para o cinema e foi para os cinemas americanos em 2013, chegando a Brasil em janeiro de 2014. A música dos créditos, composta pelo genial compositor John Williams, concorreu ao Oscar de Melhor Canção Original. A adaptação contou com Geoffrey Rush (O Discurso do Rei) como Hans, Emily Watson (Ondas do Destino) como Rosa, Sophie Nélisse (Monsieur Lazhar) como Liesel, Ben Schnetzer (Happy Town) como Max e Nico Liersch como Rudy. A direção coube a Brian Percival."




34 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Eu amei A Menina que Roubava Livros, e é até hoje um dos meus livros favoritos!
    Eu fui totalmente conquistada pela história da Liesel ♥
    Apesar de já ter lido esse é um dos livros que quero reler muito em breve!

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro digno de se reler né, Maiara!
      Beijinhoss...

      Excluir
  2. Olha, faz tempo que eu quero ler esse livro, só que sempre surgem livros que fico obcecado para ler, e acabo me esquecendo de ler os do começo, vou anotar para eu ler esse livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, João.
      Não vai se arrepender!

      Excluir
  3. Olá :) Ótima resenha! ;) Sinto muita vontade de ler esse livro, pois gosto muito da proposta, adoro ler livros tocantes e que abordam a Segunda Guerra Mundial. Sem dúvida, o drama dos personagens é emocionante. Nunca assisti o filme, quero muito ver, mas pretendo ler 1º o livro. :D Beijos! *-*
    Blog: http://my-stories-wonderful-books.blogspot.com.br/
    Página: https://www.facebook.com/BlogWonderfulBooks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Gaby!
      Leia sim, vai gostar!
      Também gosto de livros assim ambientados na guerra.
      Beijinhoss...

      Excluir
  4. Tenho essa edição na estante mas ainda não tive tempo pra ler... Gostaria de ver o filme só depois de ler o livro... adoro histórias de guerra, e espero que ele não deixe a desejar pra mim, e que eu goste da leitura... xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste, Valéria!
      Beijinhoss...

      Excluir
  5. Olá
    eu ainda não li esse livro, kkk, mas se eu comprar eu quero muito a primeira edição a com a capa original, espero poder compra-lo em breve, adoro os comentários que vejo do livro, e o autor é bem renomado
    Bjks
    Passa Lá - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Já vi partes do filme que se refere a esse livro! Achei muito legal e confesso que estou curioso para ler... Mas a sua resenha tá ótima, parabéns.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  7. eu ja posso dizer, q eu amo a historia da menina q roubava livro, o jeito q a morte narra é de conquitar o leitor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E este é um grande diferencial do livro, Leticia!
      Beijinhoss...

      Excluir
  8. OI Lullys!
    Sabe que ainda não vi o filme, nem li o livro?! EU quero muito ler e assistir, mas sou daquelas que prefere ver o filme antes e ler o livro depois. Gosto de fazer assim porque acho que um completa o outro e, sinceramente, espero não me decepcionar com a história!!
    beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E garanto que nã vai se decepcionar, Lu!
      Beijinhoss...

      Excluir
  9. Oi tudo bem:?
    Eu ainda não li o livro, mas assisti ao filme e gostei bastante.
    Pelo que vi da resenha, o livro não foge muito do enredo do filme, mas espero ainda a oportunidade, para realizar a leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Lullys, que pena que deixou a desejar. Eu adoro histórias com o período da Segunda Guerra como plano de fundo, mas (sei lá pq) nunca tive interesse por este. Nem o livro nem o filme. Acho que vou continuar sem conhecê-lo. Beijo

    ResponderExcluir
  11. Não achei que o filme deixe a desejar, são artes diferentes, logo, leituras diferentes, mas concordo que o livo faz chorar, adoro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei que faltou um pouco mias de conteúdo no filme.
      Beijinhoss...

      Excluir
  12. Oi! Tudo bem?

    Nossa, tanto o filme quanto o livro geraram grande rebuliço no pessoal, né?! Creio que é por conta disso que as expectativas dos leitores fica nas alturas. Eu nunca li o livro, mas posso dizer que amei o filme. Uma pena você achar que ele deixou a desejar... Talvez quando eu ler o livro, pense a mesma coisa! rsrs

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  13. Olá! Tudo bom?
    Eu amei esse livro, devorei com tudo e até hoje está entre os meus favoritos. A escrita do Markus é extremamente viciante e o filme foi muito fiel ao livro, gostei muito da adaptação. Uma pena você não ter se dado bem com o livro. :/

    ResponderExcluir
  14. oie como vai?
    sou um alien porque sinceramente eu abandonei a leitura do livro, achei muito lento.

    ResponderExcluir
  15. Olá, um dos livros mais lindo e um dos filmes mais perfeitos, A Menina Que Roubava Livro tornou-se um clássico em minha vida, já li e reli várias vezes.

    www.saotantas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Adorei e tenho uma anorme apreensão em ler o livro, principalmente por ser famoso, e ter um grande público, ai no final criamos grande expectativas e ela não são batidas! Bom, adorei a resenha, parabéns!!

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi, flor!
    Acho que vou adorar ler esse livro. Ainda não o fiz, mas tenho meu exemplar (edição econômica, infelizmente) e quero apreciar muito essa leitura. :D Eu assisti ao filme e adorei. Chorei, mas concordo com você: quando o drama é bem narrado e desenvolvido, não tem como não chorar.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Eu estava bem animada para ler esse livro, mas acredito que li no momento errado, pois não me senti muito envolvida com a história, sabe? Por isso pretendo reler algum dia e comprar essa edição nova, porque a acho linda. Sobre o filme, eu vi e gostei bastante, sendo que ele me conquistou mais que o livro :c

    Beijos :*
    Larissa - srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Lembro que quando li esse livro, eu fiquei apaixonada pela escrita do Zusak. A história também é incrível e me manteve grudada até o final. Bateu até saudade daquela época rsrs

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
  20. Eu li o livro primeiro e amei, ao assistir o filme me apaixonei mais ainda. Mas respeito sua opinião, para mim foi bastante emocionante os dois, mais chorei no filme somente.
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oiiii
    esse é um dos livros que muita gente e recomenda (na maioria das vezes) mas que não sinto vontade nenhuma em ler, talvez assista ao filme, ou melhor tente assistir novamente, já que na primeira vez que tentei nao deu muito certo

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Eu tentei ler esse livro algumas vezes mas, sempre acabo abandonando ele. :(
    Não sei... simplesmente não fui conquistada pela leitura e muito menos a escrita do autor, isso acontece as vezes comigo, um livro que todo mundo curte e eu não me animo com a leitura, nem o filme eu senti interesse em ver. kkkk

    Apesar disso gostei da sua resenha, o livro ainda está na minha estante quem sabe um dia eu largue de besteira e o leia?!! ;)

    Beijocas da Deebs!

    ResponderExcluir
  23. A Menina que Roubava Livros é um livro grandioso demais para ser adaptado aos cinemas, pelo menos ao meu ver. Para quem não leu, o filme é incrível, mas para quem leu realmente deixou muito a desejar.
    Eu li o livro quando era mais nova e fiquei encantada, inclusive, junto com Harry Potter, esse livro foi um dos responsáveis pelo meu amor a leitura.
    Sempre indico pra todo mundo, acho que é um livro que mesmo você não gostando, vai tirar boas lições.
    Adorei sua resenha, beijos!

    ResponderExcluir