quinta-feira, 26 de março de 2015

Resenha: Água Para Elefantes - Sara Gruen (Livro e Filme)


Título: Água Para Elefantes
Autor: Sara Gruen
Páginas: 272
Edição:
Editora: Sextante
Ano: 2011
Gênero: Romance


Sinopse: Desde que perdeu sua esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas, enfermeiras solícitas e fantasmas do passado. Por 70 anos Jacob guardou um segredo. Ele nunca falou a ninguém sobre os anos de sua juventude em que trabalhou no circo. Até agora.
Aos 23 anos, Jacob era um estudante de veterinária. Mas sua sorte muda quando seus pais morrem num acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem ter para onde ir, ele deixa a faculdade antes de prestar os exames finais e acaba pulando em um trem em movimento - o Esquadrão Voador do circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra.
Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofrerá nas mãos do Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o ora encantador, ora intratável chefe do setor dos animais.
É também sob as lonas dos Irmãos Benzini que Jacob vai se apaixonar duas vezes: primeiro por Marlena, a bela estrela do número dos cavalos e esposa de August, e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo.
'Água para Elefantes' é tão envolvente que seus personagens continuam vivos muito depois de termos virado a última página. Sara Gruen nos transporta a um mundo misterioso e encantador, construído com tamanha riqueza de detalhes que é quase possível respirar sua atmosfera.



"A vida é o maior espetáculo da Terra"

“Água Para Elefantes”, o livro da inesquecível e verdadeira frase, “a vida é o maior espetáculo da Terra.”
O exemplar que eu li era emprestado da biblioteca municipal. Um dos meus favoritos. Após um tempo, ganhei de presente do meu pai. Que desde minha infância tem me incentivado à leitura. Presente, que assim como o livro de Dewey, me fez chorar quando abri e vi que lá estavam livro e DVD “Água Para Elefantes”. A sensação de ganhar o livro pelo qual você se apaixonou acompanhado do filme, e ganhar (no meu caso) do meu pai, é inexplicável.

Neste livro, a escritora canadense "Sara Gruen", nos transporta para um mundo misterioso e encantador. O livro é tão rico em detalhes que você acaba chorando, rindo e sentindo junto com os personagens como se estivesse lá, dentro da história. É apaixonante.


"Não falo muito sobre esses dias. Nunca falei. Eu tinha medo de deixar escapar alguma coisa. Sabia como era importante guardar o segredo dela e de fato guardei - pelo resto de sua vida e depois. Em 70 anos, nunca revelei a ninguém"

O segredo, jamais revelado por um senhor que aos  “90 anos. Ou 93. Uma coisa ou outra”, vive em uma casa de repouso. E quando o Circo chega à cidade, as lembranças vem à tona.
E à partir daí, conhecemos uma história comovente, divertida e surpreendente. Que nos faz parar e pensar...
“Água Para Elefantes” nos remete ao maravilhoso mundo do circo.
Conhecemos Jacob Jankowski, qu aos 23 anos, no início do difícil período da Grande Depressão Americana, dolorosamente perde seus pais em um acidente e carro. E, consequentemente seu dinheiro. Acaba, então, tendo que partir em busca de um novo rumo para sua vida. Já que perdeu sua casa e se viu obrigado a abandonar seu curso de medicina veterinária antes das provas finais.
Ao pular em um trem em movimento, Jacob embarca na maior aventura que ele poderia imaginar. O Esquadrão voador do Circo Irmãos Benzini.
Aventura essa que, assim como lhe trouxe momentos ruins, também lhe trouxe os melhores...
É quando Jacob conhece a brutalidade dos homens com seus pares e também com os animais.
É quando ele faz amizades inesquecíveis. E também, é quando ele conhece o amor de sua vida.
E conhece Rosie, uma simpática elefanta, com quem cria um elo tão forte, que barreira nenhuma consegue desfazer.
Rosie seria a solução para todos os problemas do crico, não fosse a ignorância do carrasco “Tio Al”, ou como queiram, August Rosembluth. Um homem até carismático, mas extremamente perigoso. Casado com a atração principal do circo, a encantadora de cavalos Marlena Rosembluth.



Quanto ao filme? Bom... como devem ter percebido meu sentimentalismo, nem preciso contar que às primeiras imagens de Jacob com seus “90 anos. Ou 93. Uma coisa ou outra”, em sua cadeira de rodas vendo o circo chegar na cidade, desabei em lágrimas...
Raramente se vê um filme tão fiel ao livro quanto a adaptação de Água Para Elefantes.
Tocante. Uma história de amor que supera todos os obstáculos. Até mesmo o tempo.
Porque a vida, respeitável público, “é o maior espetáculo da Terra!”.








0 comentários:

Postar um comentário