segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Resenha: A Culpa é das Estrelas - John Green





Título: A Culpa é das Estrelas
Autor (a): John Green
Páginas: 288
Edição:
Editora: Intrinseca
Ano: 2012
Gênero: Drama/Romance





Sinopse: "Os livros de câncer são estúpidos", diz a garota de 16 anos Hazel que sofre de câncer. Ela não quer se lamentar e não pode fazer nada com o Grupo de Apoio a Crianças com Câncer... Até que ela encontra Gus - um adolescente inteligente e de boa aparência - que lhe ajuda a enfrentar a sua doença. Hazel e Gus discutem livros, ouvem música, assistem filmes e se apaixonam ... apesar dos seus problemas. Gus realiza o grande sonho de Hazel: Juntos eles voam para Amsterdã a fim de conhecer Peter Van Houten, o autor do livro favorito de Hazel - Um livro juvenil profundo, emocionante e, ao mesmo tempo, engraçado sobre a doença, o amor e a morte.




Hazel Grace, a personagem principal do livro, narra sua própria história de uma forma impactante.

Se prepare. Porque, como dizem, sim, você vai chorar litros.

Varei a madrugada lendo e soluçando cada vez mais conforme os capítulos se desenrolavam.

Hazel é uma adolescente de 16 anos, diagnosticada desde os 13, com câncer na tireoide, evoluindo com metástase nos pulmões, o que a obriga a usar uma cânula conectada a um cilindro móvel de oxigênio, que ela chama de Felipe. Vive sua vida da forma como lhe é permitida sem reclamar de nada.

Ao entrar para um grupo de apoio, forçada por seus pais, conhece Augustus Waters, um garoto com osteosarcoma e uma prótese na perna, seu maior temor é jamais ser lembrado pelas pessoas quando partir.

Gus e Hazel se apaixonam. Simples assim. Dividem a história do livro "Uma Aflição Imperial", o que é a parte importante do enredo.

As coisas se desenvolvem em torno da leitura desse livro, o qual Hazel tem um interesse quase surreal em saber o que acontece com seus personagens, já que o mesmo termina em meio a uma frase.

Também conhecemos Isacc, um grande amigo do casal que também faz parte do grupo de apoio e que nos diverte muito quando aparece no desenrolar dos capítulos.

John Green também nos brinda com algo que gostei muito de ler em seu livro, trata-se de uma visita ao Museu de Anne Frank. Tão rico em detalhes, que parece nos transportar para Amsterdã. A viagem mais importante da vida de Hazel.

Confesso que o final me surpreendeu bastante. Achei que foi uma grande reviravolta na história.

"A Culpa é das Estrelas" não é só uma história de amor entre dois jovens com câncer. Aprendemos, neste livro de John Green, valores da vida.

Também assisti ao filme, e acho que "A Culpa é das Estrelas" é um dos raros livros em que sua adaptação para o cinema é fiel. É claro que a participação do John nas filmagens contribuiu muito, e isso foi uma das coisas que deixou os amantes do livro felizes. Desde as frases do livro que foram trazidas para o filme.

Quanto ao autor? Me impressiona e me conquista mais e mais a cada livro.


















0 comentários:

Postar um comentário